Principal arrow HPV e doenças relacionadas arrow Como posso ter contraído o HPV?

Menu Principal
 Principal
 Vacinas contra HPV
 Colposcopia
 Cirurgia de Alta Frequência
 HPV e doenças relacionadas
 O que é a infecção pelo HPV?
 Por que a maioria não desenvolve doença?
 O que é o HPV?
 Como posso saber se tenho HPV?
 Como posso ter contraído o HPV?
 Só existe transmissão pelo HPV quando existem lesões?
 Posso ter lesões pelo HPV em outros locais além do colo, vagina, vulva e pênis?
 O que é a colposcopia?
 Alterações do Preventivo
 Quando a colposcopia é necessária?
 Problemas durante a gestação?
 Problemas para o bebê
 Prevenção da infecção pelo HPV
 O que é a CAF?
 Qual o valor da peniscopia?
 Como posso saber se estou livre do HPV?
 Aparecimento de condilomas
 Captura híbrida ou teste do HPV
 Como o HPV é transmitido?
 O que é isto, uma epidemia?
 Será que vou ter condilomas?
 Exame do parceiro
 É possível ter me livrado deste vírus?
 Eu e meu parceiro estamos com lesões pelo HPV.
 Sexo oral também pode transmitir o HPV?
 Relação do HPV e câncer no útero
 O HPV pode causar câncer em outros locais?
 O HPV tem relação com o câncer de pênis?
 A camisinha previne a transmissão do HPV?
 Por que o HPV é mais comum em portadores do HIV?
 Fases das lesões pelo HPV
 Preservativo no Tratamento
 Imiquimode e podofilotoxina
 Tenho tido condilomas freqüentemente. Posso eu mesmo tratá-los?
 Depois de tratada, como posso transar novamente?
 Eficácia de tratamentos contra HPV
 É possível aparecerem condilomas em quem nunca teve HPV?
 Existe vacina contra o HPV?
 Como a infecção pelo HPV é tratada?
 É possível a infecção em virgens ou em crianças?
 Tive uma relação com uma portadora do HPV e só depois ela me contou isso. Posso ter me contaminado?
 A cândida predispõe à infecção pelo HPV?
 Condilomas ou outras lesões em quem nunca soube que teve HPV
 Que tipo de HPV sou portador(a)?
 Condenada a casar com parceiro atual?
 Como fazer uma colposcopia?
 DST e Sexo Seguro
 Marcadores de oncogênese pelo HPV
 Links Interessantes
 Aulas
 Fale Conosco

 
Como posso ter contraído o HPV?  

A forma mais freqüente de transmissão do HPV é a sexual. Também pode haver transmissão vertical (durante o parto normal) e, menos freqüentemente, por contato direto com material contaminado. Assim, não está comprovada a possibilidade de contaminação através do vaso sanitário, piscina, toalhas ou pelo compartilhamento de roupas íntimas, embora esta não seja uma prática recomendável já que outras doenças podem ser transmitidas desta forma.

A transmissão oral e pelas mãos também é possível, embora não saibamos qual é a probabilidade de contaminação nem sua capacidade de provocar uma infecção. Vários pesquisadores sugerem que a infecção começa pela camada mais profunda da pele que cobre a vulva, vagina e colo do útero. Assim, a transmissão que tem maiso probabilidade de estabelecer infecção é a sexual, na qual ocorrem microtraumatismos na pele, expondo suas camadas mais profundas e possibilitando o contato como o HPV.

Como o HPV é muito freqüente, a maioria das pessoas tem contato com este vírus logo no início de sua vida sexual. Na maioria das pessoas ele estabelecerá uma infecção transitória e desaparecerá sem deixar vestígios. Durante este período e após a infecção, o preventivo pode ser incapaz de denunciar sua presença.

Numa minoria de pessoas, ele poderá estabelecer uma infecção persistente e este seria o principal fator para desenvolvimento de uma lesão pré-maligna. Quando isto ocorre o preventivo costuma sugerir a presença de alguma lesão que, se detectada e tratada não progredirá para o câncer.

Assim, o diagnóstico da presença do HPV não garante que a infecção seja recente, mesmo com preventivos negativos anteriores. Da mesma forma, sua presença não indica que uma lesão se desenvolverá. Estas pessoas devem manter seu acompanhamento para detectar alguma lesão, caso isto aconteça. Assim estarão prevenidas contra o câncer de colo uterino.


 
 Powered By: Interatia Site Server